segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Aliança colombiana embalou o Dragão



O FC Porto bateu o Paços de Ferreira, em Felgueiras, por 1-0, e continua a somar por vitórias os jogos disputados na Liga 2013/14. Jackson Martínez, na sequência de um canto cobrado por Quintero, apontou o golo do triunfo portista (76m).

Com Maicon no lugar no lesionado Mangala, o FC Porto manteve o figurino habitual na curta deslocação ao Estádio Dr. Machado de Matos, em Felgueiras, casa emprestada do Paços de Ferreira onde marcaram presença milhares de adeptos portistas. O tricampeão nacional entrou a todo o gás e teve em Jackson Martínez o seu elemento mais activo. O internacional colombiano esteve perto do golo em duas ocasiões (1 e 11m), mas ambos os remates saíram ao lado. Licá, Danilo e, como sempre, Jackson Martínez, tiveram possibilidades de capitalizar a supremacia portista nos primeiros 45 minutos, mas o arreliador nulo prolongou-se até ao intervalo. Momentos antes, Fucile rendeu o lesionado Danilo.

A segunda parte jogou-se na mesma toada, sempre com o FC Porto a assumir a responsabilidade do jogo e a busca incessante da vitória, como se de um vício se tratasse. A crença portista, que ia esbarrando no desacerto da pontaria ou nas luvas de Degrá, foi devidamente recompensada à passagem do 76.º minuto. Quis o destino que o canto cobrado por Quintero encontrasse a cabeça de Jackson Martínez no caminho para a glória. Quarto golo do camisola 9 em quatro jogos oficiais esta temporada. E mais uma vitória do FC Porto, a terceira consecutiva na presente edição da Liga. Com nove pontos conquistados em nove possíveis, os Dragões mantêm o lugar onde se sentem melhor: o primeiro.

FICHA DE JOGO

Paços de Ferreira-FC Porto, 0-1
Liga – 3.ª jornada
1 de Setembro de 2013
Estádio Dr. Machado de Matos, em Felgueiras

Árbitro: Rui Costa (Porto)
Assistentes: Nuno Manso e Bruno Rodrigues

PAÇOS DE FERREIRA: Degrá; Rodrigo António, Ricardo, Gregory e Hélder Lopes; André Leão, Sérgio Oliveira e Vítor (cap.); Caetano, Hurtado e Carlão
Substituições: Rui Miguel por Vítor (62m); Manuel José por Hurtado (71m); Jaime Poulson por Caetano (79m)
Não utilizados: António Filipe, Nuno Santos, Filipe Anunciação e Romeu
Treinador: Costinha

FC PORTO: Helton; Danilo, Otamendi, Maicon e Alex Sandro; Fernando, Defour e Lucho (cap.); Licá, Josué e Jackson Martínez
Substituições: Fucile por Danilo (39m); Quintero por Josué (57m); Ricardo por Defour (67m)
Não utilizados: Fabiano, Abdoulaye, Herrera e Ghilas
Treinador: Paulo Fonseca

Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Jackson Martínez (76m)
Disciplina: Cartão amarelo a Hélder Lopes (19m), Josué (45m), Fucile (46m), André Leão (60m), Otamendi (90m+4)

"Chegámos à vitória de forma merecida"

Na flash-interview depois da partida em Felgueiras, Paulo Fonseca era um homem satisfeito com a sua equipa e com a forma como o FC Porto conseguiu a terceira vitória em três jogos da Liga. Por seu lado, Jackson Martínez, marcador do único golo do encontro, considerou que estar no primeiro lugar é um privilégio e que vai continuar a lutar para ajudar a equipa a conseguir os objectivos.

Paulo Fonseca
"Foi um jogo com as dificuldades que já esperávamos. O Paços de Ferreira tem uma excelente equipa, como tem vindo a comprovar nas exibições que tem realizado em todas as competições. O adversário entrou com uma estrutura mais baixa, mas nós entrámos fortes e fizemos 26 remates à baliza, no que foi caudal ofensivo muito grande. Acabamos por, merecidamente, concretizar uma das oportunidades que fomos criando. Fizemos um jogo com qualidade e chegámos à vitória de forma merecida, face ao futebol que apresentámos".

"Com a entrada de Quintero tentámos melhorar o último passe, pois sabemos que ele tem essa qualidade. Ele vai, naturalmente, ter um espaço nesta equipa, não há como esconder isso. Está num processo de adaptação às nossas ideias, mas está a entrar dentro do que pretendemos e é mais um para ajudar a equipa. Com o Ricardo demos mais largura e profundidade no jogo, recuando um pouco o Lucho e passando o Quintero para 10. Quer o Fucile, quer o Quintero e o Ricardo entraram muito bem neste jogo difícil".

"Estamos apenas virados para aquilo que temos de construir. Temos três vitorias no campeonato e é isso que nos preocupa - atingir os nossos objectivos no final da Liga. Nesta altura é prematuro estarmos aqui a valorizar uma vantagem que é sempre agradável mas não é determinante.”

Jackson Martínez
"Foi uma partida muito difícil. O Paços de Ferreira fez um bom jogo e nós procuramos, desde o primeiro minuto, ter soluções, mas a primeira parte foi complicada. Fizemos um bom jogo e eu procuro, jogo a jogo, ajudar a equipa a conseguir vitórias. Dependo dos meus companheiros para conseguir marcar golos e só posso agradecer-lhes".

"Estar no primeiro lugar é sempre um privilegio. Temos de continuar assim. Quanto ao fecho do mercado, estou no FC Porto, a cada dia que passa esse assunto acalma e eu estou tranquilo."


in "fcp.pt" 

2 comentários:

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Exibição pouco conseguida, um tanto cinzenta em que a falta de eficácia foi a nota dominante. Jackson marcou e deu a magra vitória, mas falhou uma mão cheia de oportunidades, em zonas privilegiadas de finalização, algumas das quais com o guarda-redes contrário, completamente impotente, rematando deficientemente e até mesmo despicientemente.

Foi uma performance geral que não convenceu. Falta de velocidade, imaginação, criatividade e eficácia, perante um adversário acantonado junto da sua área e que pouco mais desenvolveu.

Vitória justa mas escassa.

Um abraço

Armando Pinto disse...

Uma bonita tarde de futebol, num ambiente muito colorido de azul, com vitória justa mas tardia, por via dum Jackson perdulário, que abusa da mania dos lances bonitos, que acabam por se tornar feios. Não entendo como o Ghilas ainda não entrou um minuto sequer, quando o ataque nem ata nem desata, em situações tais... Há muito trabalho a fazer ainda, embora os resultados estejam a ajudar à moral. No fim de contas foi uma bela tarde de futebol, a demonstrar que o futebol tem outro encanto em jogos disputados de tarde, em tardes de domingo.
Outras considerações mais particulares faço-as no meu Memória Portista http://memoriaporto.blogspot.pt/
Abraço.